Notícias

Tire suas dúvidas e saiba mais sobre as estruturas provisórias da ponte Hercílio Luz

 

A restauração da Ponte Hercílio Luz é uma das obras de engenharia mais complexas no mundo na atualidade. Os trabalhos para a recuperação já entraram na fase final e hoje você vai saber um pouco mais sobre algumas etapas da obra. 

Muitos ainda perguntam sobre aquelas estruturas que hoje sustentam a ponte. Elas serão retiradas e a estrutura será reaberta de acordo com o projeto original, assim como na sua inauguração, em 1926. Entenda os detalhes de cada etapa e continue acompanhando os trabalhos aqui em nossa página.

 

Por que as estruturas abaixo da ponte?

As cinco estruturas em formato de treliças que estão abaixo da ponte foram instaladas como um apoio temporário. Elas possuem a finalidade de estabilizar a estrutura da obra original, garantindo a sua integridade a efetiva conclusão de sua recuperação.

 

 

 

 

A base das torres é submersa e todo trabalho realizado foi bastante complexo. Para construí-las, os mergulhadores só podiam permanecer poucos minutos submersos para soldar as escoras no fundo do mar com precisão milimétrica, sob o risco dos ângulos não se encaixarem. 

As torres foram instaladas na etapa chamada de “ponte segura” e ajudam na sustentação da ponte. Isso permite que as peças sejam trocadas e o trabalho de restauro seja realizado com total segurança, evitando o colapso da estrutura. A base possibilita a transferência de carga, a troca de rótulas e a desmontagem e troca de barras de olhal.

 

Qual é o papel das gruas na ponte?

Todas as gruas são fundamentais para o bom andamento e análise detalhada da obra. Elas foram instaladas para possibilitar a substituição e o reparo das peças da ponte durante as obras de restauração. Elas também são necessárias para o jateamento, pintura e reforço nas fundações.

 

 

 

 

 

 

O trabalho começou com a troca das longarinas e transversinas da parte central da ponte, aquela sobre o mar. Na sequência, a montagem das novas barras de olhais, transferência de carga e suspensão do vão central, reforço na estrutura e a montagem de novo pavimento. 

As últimas peças que chegaram no canteiro de obras têm a função de conectar as barras de olhais com um pino. Elas vão substituir as antigas depois do processo de transferência de carga da ponte, previsto ainda para outubro deste ano.

 

Para que servem os macacos hidráulicos da ponte?

Os macacos hidráulicos ajudam levantar a ponte para fazer a transferência do peso para a estrutura provisória. Desde fevereiro, centenas de toneladas passaram a ser sustentadas por essa estrutura para aliviar a tensão das torres durante a restauração. A próxima transferência de peso deve ser feita em outubro. A previsão é que a etapa dure até 12 dias, sendo que a estrutura será erguida em 40 centímetros por meio dos macacos hidráulicos.

 

 

 

 

 

 

Uma ponte recuperada e igual ao projeto original

Vale lembrar que a Ponte Hercílio Luz é um monumento histórico e foi declarada patrimônio de Florianópolis, do Estado de Santa Catarina e do Brasil. Sendo assim, seu projeto original não pode ser modificado.

Ela será entregue a todos os catarinenses da maneira originalmente construída, permitindo a passagem de carros, pedestres, motos e bicicletas. Uma obra será devolvida ao povo de Santa Catarina e que vai ajudar a desafogar o trânsito em Florianópolis, contribuindo com a mobilidade urbana na cidade.
 

Outras notícias

Compartilhar Pagina