Notícias

Fatos interessantes sobre a ponte Hercílio Luz que você precisa conhecer – Parte 1

1 – A ponte Hercílio Luz completou 91 anos em 2017

Inaugurada em 13 de maio de 1926, a Ponte Hercílio Luz completou 91 anos em 2017. Ela foi desenvolvida para facilitar e ampliar o acesso à capital administrativa do estado após a modernização do transporte terrestre, predominante no início do século XX. A construção foi realizada no período de desenvolvimento das primeiras pontes suspensas, quando ferro e aço passaram a ser produzidos em escala industrial. A obra consolidou definitivamente a cidade de Florianópolis como a capital de Santa Catarina.


 

2 – Cartão postal de Santa Catarina 

Para catarinenses, a Ponte Hercílio Luz é o maior símbolo do Estado de Santa Catarina. Pesquisas realizadas em 2015 apontam que recuperar a Ponte Hercílio Luz é mais do que uma obrigação legal: é um desejo dos catarinenses. Na Grande Florianópolis, por exemplo, mais de 73% da população lembram #NossaHercílioLuz quando se fala em maior cartão postal de Santa Catarina.


 


 

3 – Empréstimo só foi pago mais de 50 anos após a inauguração

O financiamento para a construção da ponte foi bastante complicado. O primeiro banco que havia emprestado dinheiro acabou falindo. Após conseguir um novo empréstimo equivalente a dois orçamentos anuais do Estado, o governo finalmente iniciou a construção da ponte, em 1922. No entanto, o pagamento dos empréstimos só foi concluído em 1979, mais de 50 anos após a inauguração da obra.


 

4 – A construção começou em 1922 

Com todo o material trazido dos Estados Unidos, a construção da ponte Hercílio Luz foi considerada uma grande novidade no Brasil. As peças de aço foram importadas em quatro remessas por meio de navios de grande porte. Foram percorridos 9.655 km de viagem através do oceano Atlântico, sendo que o material chegou ao canteiro de obras em perfeitas condições. As instalações simultâneas (no continente e na ilha) permitiram a utilização de diferentes equipes de trabalho, reduzindo bastante o tempo de execução da obra.


 


 

5 – A ideia inicial era construir uma ferrovia

A principal função da Ponte Hercílio Luz sempre foi a de garantir a travessia segura dos usuários, além de permitir a passagem rápida de mercadorias e animais. Mas também havia outro objetivo: implantar um sistema ferroviário sobre a ponte, algo que nunca chegou a existir. Os viadutos e o vão central foram projetados para comportar o tráfego de uma ferrovia funcionando em apenas dois trilhos posicionados no centro da ponte. Na época, a travessia entre continente e ilha era feita somente por meio de barcos e barcaças que dependiam das condições do vento e do mar.


 

6 - Seu nome original era “Ponte da independência”

Em uma cidade que cresceu em torno de um porto marítimo, a modernidade só começou a chegar após a construção de uma ligação rodoviária direta da Ilha de Santa Catarina ao continente. Mesmo com inúmeras dificuldades, nada impediu a construção da obra que foi o maior marco do desenvolvimento da capital do estado de Santa Catarina. No projeto original, seu nome era Ponte da Independência.


 


 

7 – Governador morreu antes de ver a inauguração de seu sonho

Inicialmente chamada de Ponte da Independência, ela teve seu nome mudado para Ponte Hercílio Luz após a morte do então governador. Um dos principais responsáveis pela idealização da obra, Hercílio Luz não conseguiu ver seu maior sonho finalizado. Em meados de 1924, com a saúde abalada, o governador participou de uma cerimônia simbólica de inauguração da ponte. Ele atravessou uma passarela pênsil de 18 metros de comprimento, construída em miniatura junto ao trapiche de Florianópolis, com escala 50 vezes menor que a original. Alguns dias após participar da inauguração simbólica, Hercílio Luz faleceu e não pôde ver a obra concluída. Na praça com o seu nome, localizada próximo da cabeceira insular da ponte, também foi erguida uma estátua em sua homenagem.


 

8 – Sua inauguração foi um evento mais que especial 

A Ponte Hercílio Luz foi inaugurada em uma tarde chuvosa no dia 13 de maio de 1926. Como se tratava de uma grande novidade, muitos moradores da capital vieram do interior da Ilha de Santa Catarina para assistir à solenidade. A inauguração surpreendeu quem não conseguiu acompanhar as obras e muitos falavam até em milagre e bruxaria. Além de impressionar por seu arrojo e beleza, a ponte colocou a cidade entre as poucas do mundo a contar com um equipamento de última tecnologia naquela época.


 

9 – O piso da ponte era de madeira

A pavimentação de madeira acompanhou a Ponte Hercílio Luz durante muitos anos. No entanto, ela acabou sendo substituída pelo asfalto por apresentar alguns problemas: o piso vibrava excessivamente, causando ruído quando os veículos passavam e também por ser muito escorregadia nos dias de chuva.


 


 

10 – O pedágio foi cobrado até 1935

Poucos sabem, mas durante os primeiros anos de funcionamento, a Ponte Hercílio Luz contou com cobrança de pedágio. O direito de passagem era retribuído por uma taxa, por conta do ressarcimento de investimentos. O valor era cobrado por pessoa, quer ela estivesse passando a pé ou a bordo de um carro. Ainda existia uma taxa adicional para quem estivesse carregando bagagens. De acordo com a historiadora Djanira Martins de Andrade (autora de Hercílio Luz, Uma ponte integrando Santa Catarina), a taxa era bem aceita pela população.

 

 

No próximo post você vai conhecer mais 10 fatos curiosos sobre a Ponte Hercílio Luz. Acesse e curta nossa página e continue acompanhando a obra e todas as novidades sobre a #NossaHercílioLuz.

Outras notícias

Compartilhar Pagina